Como viver minha INTIMIDADE?



24 janeiro, 2014


Você sabe o que é intimidade? Você tem intimidade com Deus ou com alguém?

Intimidade é o que tem caráter secreto, aquilo que é íntimo. É o que possuímos de mais profundo, belo e escondido dentro de nós. Mas será que sabemos viver de maneira sadia as nossas relações na intimidade a qual somos chamados?

Qualquer relação que vivemos, seja ela de amizade, de namoro, pode e até deve ser vivida de maneira íntima. E aqui entra o grande X da questão.

No mundo em que vivemos hoje, tudo o que diz respeito à intimidade, compromisso, vida, está sendo muito banalizado, relativizado e erotizado. Precisamos redescobrir o verdadeiro sentido e valor das palavras e das atitudes relacionadas à intimidade.

Em primeiro lugar precisamos ter a clareza dentro de nós que não é possível ter intimidade sadia com uma pessoa sem antes ter intimidade com Deus. A Trindade é Quem em primeiro lugar nos chama a fazer essa experiência de descoberta de quem somos e do que temos a oferecer, nos ensina a sermos homens e mulheres maduros porque fizeram a experiência do Amor de Deus.

Amor esse que nos faz entender que não podemos colocar sobre o outro as expectativas de perfeição e de realização de nossas carências e fantasias. Pessoa alguma será capaz de nos proporcionar isso. Quem satisfaz e realiza toda essa expectativa dentro de nós é o próprio Deus, a Santíssima Trindade, que é a perfeição e não nos decepciona.

Depois também é preciso ter por certo que não devemos abrir nossa intimidade para qualquer pessoa, temos de ser eletivos em nossas relações. Pois estas exigem de nós uma vida partilhada e que não pode ser com qualquer pessoa.

Somos feitos para relacionar-se com o outro. Mas acontece que no mundo erotizado em que vivemos, as relações se bastam no nível sexual muitas das vezes. Acabamos fazendo de nossa intimidade algo tão explícito que nada temos mais de valor a ser descoberto, não existe mais o mistério em cada pessoa.

Cada um de nós é chamado a deixar-se conhecer e a conhecer o outro, mas da maneira sonhada por Deus e não da maneira que o mundo anda nos ensinando. As amizades sadias são para todos nós verdadeiras escolas de como ser homem ou mulher. Mas temos deturpado esta beleza, tornando-a simplista e equivocada.

Não posso dar-me inteiramente ao outro sem antes conhecê-lo. O conhecer-se deve ser recíproco! Um dia o outro escuta e no outro fala, vamos assim até o momento em que a simples conversa se torna, de fato, uma amizade tão íntima, onde mesmo sem dizer, somente pelo comportamento e o olhar, descobrimos o que o outro carrega dentro de si. Surge então a verdadeira relação sonhada por Deus.

Por isso a relação deve sempre acontecer devagar! Um precisa ir descobrindo o mistério que o outro trás em si… Essa é a beleza inestimável das relações, que geram as verdadeiras amizades que partilham entre si as intimidades.

Somos um grande dom, um grande mistério de Deus para o outro! Precisamos deixar que as pessoas nos descubram, e também ter a coragem de descobrir os outros pela proximidade da relação sadia que nos completa e edifica.

Assim iremos descobrir cada vez mais as belezas de Deus, que em Sua infinita Sabedoria e Criatividade se manifesta através de cada um de nós!

Elaine Mariano Pacheco – Oblata Corpus Christi


COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

     
 Notícias

  14 dez, 2015
Papa abre a Porta Santa da Basílica de São João de Latrão

  13 dez, 2015
Pais perdem guarda dos filhos por serem “muito cristãos”

  13 dez, 2015
Bispos norte-americanos pedem ação urgente contra ‘pecado mortal’ da pornografia

  21 abr, 2015
O número de católicos aumentou 12%


 O que estamos fazendo
 
  1 nov, 2016
… para a galerinha de 08 a 10 anos

  29 jun, 2016
Não perca!