Eis a promessa que Ele nos fez: A vida Eterna



2 janeiro, 2014


1º Leitura: 1 João 2,22-28

A Liturgia deste dia nos convida a colocarmos cada coisa em seu lugar na seqüência e na ordem que Deus determinou.

Somos muitas vezes tentados e quando não, pecamos sem nem sequer nos darmos conta, por querermos assumir o lugar de Deus e ainda, reclamarmos quando as coisas não estão conforme os nossos desejos e anseios como se fossemos deus.

Quando a criatura não se sujeita ao Criador, e não aceita estar no lugar que lhe foi determinado pelo Amor (Deus é Amor), e deseja estar acima do seu ser, não sobe, antes desce abaixo da sua natureza e desarmoniza a ordem de Deus para todas as coisas.

Coloca-se no ‘inferos’, o mais baixo, o inferior, comumente chamado de inferno.

O pior é quando nos damos conta de quem é que promove e reina neste triste estado… Aquele (a) que desejou ser mais que Deus e se decide por ser o que não é.

Isso se aplica a todos (as), em todos os sentidos, estamos falando de lei espiritual, ou seja, entendamos ou não, aceitemos ou não, acreditemos ou não, esta lei fará que se manifeste o que ela determina.

Vamos à 1ª Leitura. – 1 João 2,22-28

24Que permaneça em vós o que tendes ouvido desde o princípio. Se permanecer em vós o que ouvistes desde o princípio, permanecereis também vós no Filho e no Pai.25Eis a promessa que ele nos fez: a vida eterna.26Era isto o que eu vos tinha a escrever a respeito dos que vos seduzem.”

Quando não cuidamos em nos manter onde fomos eleitos, escolhidos para estar, começam os problemas. É preciso que estejamos firmes naquilo que nos foi anunciado e cremos (24Que permaneça em vós o que tendes ouvido desde o princípio), o que ouvimos e cremos é o que deve se manifestar em nós, como aconteceu com a Santíssima Virgem que tendo recebido o Anuncio da Palavra de Deus e crendo, pode encarná-la.

Desagrada profundamente o Coração de Deus, ver-nos acreditando no início e depois de algum tempo, seja pelas dificuldades, pelas provações ou simplesmente pelas “Tentações”, deixamos a vida da fé, para nos enredarmos, com as coisas do mundo das quais já havíamos renunciado.

Muitos pensam que as concessões que se fazem, sejam pequenas ou grandes, não irão influenciar a nossa decisão por Deus, o nosso sim dado livremente por termos crido. É grave a insistência em permanecer longe de Deus dos pagãos, muito mais grave uma postura de abandono da fé de um consagrado, ou de quem já conhece a Deus.

(25Eis a promessa que ele nos fez: a vida eterna.) Não pouco o que temos por promessa de Deus. A vida eterna parece pouco, quando nos esquecemos que da eternidade não sairemos mais, por isso, a necessidade de decidirmos bem se vamos querer “A Vida Eterna”, que nos foi prometida, ou  “A Morte Eterna”, afastados (as) de Deus, que também é uma opção, que Deus mesmo desconsidera que queiramos, mas, nos deixa livres para decidir.

(26Era isto o que eu vos tinha a escrever a respeito dos que vos seduzem.”) Cuidemos de não nos deixarmos seduzir, sabemos a verdade, e qualquer desejo que bate em nossos sentimentos não podem estar sendo acolhidos com devidos ou necessários, com a certeza de que podemos escolher sim, o que quisermos, mas, aquilo que nos indica Deus, é certeza de felicidade e salvação.

Não faltará quem nos seduza, precisamos estar vigilantes, pois, temos um tesouro que os inimigos de nossas almas quer que percamos, mas, como estes não podem nos obrigar, nos tentam na expectativa que aceitemos suas sugestões, e se isso acontecer, foi uma escolha nossa e com isso muito maior será o prazer que terão com a nossa destruição, afinal, poderíamos escolher a vontade de Deus, mas escolhemos voltar-Lhe as costas.

Glauco César de Paula


COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

     
 Notícias

  14 dez, 2015
Papa abre a Porta Santa da Basílica de São João de Latrão

  13 dez, 2015
Pais perdem guarda dos filhos por serem “muito cristãos”

  13 dez, 2015
Bispos norte-americanos pedem ação urgente contra ‘pecado mortal’ da pornografia

  21 abr, 2015
O número de católicos aumentou 12%


 O que estamos fazendo
 
  1 nov, 2016
… para a galerinha de 08 a 10 anos

  29 jun, 2016
Não perca!