Na contramão do mundo



7 abril, 2015


O que é ser jovem?

Ser jovem é viver uma alegria inigualável. É estar aberto à novidade da vida. É ter grandes sonhos e lutar determinadamente por eles. É ser comprometido com a realidade ao seu redor e mudá-la a partir de dentro!

Ser jovem é ter a capacidade de rir e chorar; de viver intensamente cada minuto como sendo único. De se encantar com a música e a arte e ser apaixonado por desafios!

Ser jovem é trazer em si uma FORÇA capaz de transformar o mundo!

E é justamente sobre essa força que iremos falar. O jovem determinado é capaz de fazer qualquer coisa (defender seus ideais, lutar pelos sonhos, defender alguém ou a nação, entre outros). Porém, com o passar dos anos, vemos que o jovem tem perdido esta força, ou pior, tem direcionado essa força para um caminho diferente do que Deus planejou.

Se olharmos para as gerações passadas, como as dos nossos avós, para fazermos uma breve comparação, podemos notar como tudo era mais difícil e como as pessoas lutavam para conquistar um futuro melhor, e, hoje, temos tudo mais fácil e ainda reclamamos.

Antigamente havia um interesse maior pelas coisas. Os jovens tinham sua própria voz; tinham uma opinião formada a respeito de quase tudo e uma visão que os direcionava a fazer o certo, pois tinham valores. Hoje em dia os jovens não sabem nem se “jantam pra depois tomar banho ou se tomam banho pra depois jantar”. Para tudo o que se vai fazer há necessidade de uma opinião de outra pessoa, pronta e rápida. Acostumou-se a não pensar e se deixar levar pelas coisas que o mundo propõe, sem saber o real fundamento das coisas, sem questionar-se do certo ou errado, sem perguntar se é realmente a vontade de Deus. Vive-se no meio da ”massa”, segundo a vontade do mundo, que aos poucos vai roubando a pessoa de si mesma.

Mas não precisa ser assim! Se o jovem usar a força que existe dentro de si, que vem do amor de Deus, de fato pode escolher a santidade e vivê-la de maneira radical.

Existem alguns Santos e Beatos, dos tempos recentes, que deixam bem clara a possibilidade e a gratificação que é viver segundo a vontade de Deus.

Damos como exemplo a beata Chiara Luce, uma jovem normal, com sonhos normais, mas que teve uma vida entregue por completo nas mãos de Deus. Nasceu em Sasselo (Itália), em 29 de outubro de 1971. Chiara era uma menina alegre, bonita, que gostava de praticar esportes. Tinha vários amigos e sonhava em entrar na faculdade. Aos 17 anos foi diagnosticada com um Osteossarcoma (câncer ósseo) na coluna. Começou os tratamentos e foi entregando tudo à vontade de Deus. Uma de suas frases mais conhecidas é: “Se assim queres Jesus, eu também quero!”. Mesmo na luta contra o câncer viveu uma alegria inexplicável. Estava sempre com um sorriso no rosto e poucos dias antes de ir ao encontro do seu “Esposo Jesus”, como ela gostava de chamá-Lo, ela disse aos seus amigos: “Eu já não posso correr, mas gostaria de vos passar a chama, como nas olimpíadas”. Chiara Luce morreu no dia 07 de outubro de 1990, aos 18 anos. Segundo Maria Teresa Badano (mãe de Chiara) as últimas palavras da Chiara foram de despedida, onde ela lhe disse: “Tchau mamãe! Seja feliz, porque eu estou!”.

Você não precisa fazer o que o mundo quer que você faça, porque isso vai te tornar apenas mais uma pessoa em meio à multidão que justifica seus erros dizendo: “eu sou diferente”.

Deus tem um Plano ÚNICO pra sua vida ao qual vale a pena lutar, independentemente do que os outros vão pensar ou falar, pois se trata da sua felicidade; e no final, vai ser entre você e Deus!


Patrícia Fernandes Camacho – Vocacionada Corpus Christi

Bibliografia: http://gloria.tv/?media=136722



COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

     
 Notícias

  14 dez, 2015
Papa abre a Porta Santa da Basílica de São João de Latrão

  13 dez, 2015
Pais perdem guarda dos filhos por serem “muito cristãos”

  13 dez, 2015
Bispos norte-americanos pedem ação urgente contra ‘pecado mortal’ da pornografia

  21 abr, 2015
O número de católicos aumentou 12%


 O que estamos fazendo
 
  1 nov, 2016
… para a galerinha de 08 a 10 anos

  29 jun, 2016
Não perca!