Quer ser santo? Seja de Maria!



20 março, 2015



No Antigo Testamento conhecemos a história de muitos homens que se entregaram a Deus e viveram em santidade, porém, é interessante observar que a nenhum deles a Igreja proclamou oficialmente santo. Não ouvimos, por exemplo, falar em São Moisés, nem celebramos o dia de Santo Abraão ou Santo Elias, embora saibamos que foram homens que entregaram suas vidas ao projeto de Deus e viveram em santidade. E, por que, afinal, somente a partir do Novo Testamento passamos a ter os santos?
Porque é no Novo Testamento que temos Maria!
Reflitamos juntos… A santidade é algo próprio da natureza divina e não da natureza humana, esta marcada pela concupiscência. Não temos em nós a santidade; somente Deus é Santo! No Antigo Testamento, embora Deus se relacionasse com os homens, permanecia puramente em sua natureza divina, e, portanto, sua santidade nos era inacessível. Mas, no Novo Testamento, a partir do “sim” de Maria Santíssima, Deus fez-se homem e trouxe à nossa natureza a possibilidade de Sua santidade. Bastou que Maria Santíssima desse a Deus o seu “sim”, para começar a florescer santidade por onde ela passasse! São Joaquim e Santa Ana! Santa Isabel! São João Batista! Os Santos Apóstolos! Os primeiros mártires!
Não que Maria gerasse neles a santidade por si mesma, pois, como já dissemos, a santidade é própria da natureza divina, mas, sendo ela preservada do pecado para trazer em seu ventre o Cristo e ser a Mãe de Deus, ela tornou-se porta de santidade! O acesso que nos faltava para que pudéssemos nos unir a Deus!
Por isso, era quase impossível que o Batista, Isabel e outros tantos, não buscassem a santidade depois de ter-se visto diante de Maria, pois contemplaram nela a porta do Céu! Porta que, até então, encontrava-se fechada, mas que agora, em toda a grandeza e sublimidade de Maria, apresentava-se irresistivelmente aberta!
Maria respondeu à vontade de Deus com um sim eterno e, a partir dela, todos aqueles que se entregam a Deus, o fazem como extensão, como continuidade do “sim” de Maria!
Por isso, hoje, se queremos nos abrir à vontade de Deus, não tenhamos receio de esconder o nosso pequeno e frágil “sim”, nesse “Sim” total de nossa Doce Mãe, Maria Santíssima, pois só ela pode nos abrir a via da santidade e nos formar como filhos e filhas de Deus!

Nicole Gonçalves – Oblata Corpus Christi


COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

     
 Notícias

  14 dez, 2015
Papa abre a Porta Santa da Basílica de São João de Latrão

  13 dez, 2015
Pais perdem guarda dos filhos por serem “muito cristãos”

  13 dez, 2015
Bispos norte-americanos pedem ação urgente contra ‘pecado mortal’ da pornografia

  21 abr, 2015
O número de católicos aumentou 12%


 O que estamos fazendo
 
  1 nov, 2016
… para a galerinha de 08 a 10 anos

  29 jun, 2016
Não perca!