O tempo e a Familia



24 dezembro, 2014


A família é o grande dom que Deus deu ao mundo desde o princípio da criação. É,  portanto uma instituição divina. Aquele que criou todas as coisas nos deu a família para que cada ser humano possa crescer e se desenvolver sadiamente.

Ouvimos muitas vezes que a família é a base da sociedade. E ela realmente o é. Sendo assim, vale refletirmos: como temos cuidado de nossas famílias? Não vou abordar aqui dos ataques externos que a família vem sofrendo nos últimos tempos, mas quero convidar você a refletir como tem cuidado da sua, a partir de dentro.

Quanto tempo dedicamos à nossa família? E qual a qualidade desse tempo?  Comparando-se o tempo com o dinheiro, podemos dizer que quando se tem dinheiro procura-se investi-lo naquilo que renderá maior retorno. Com o tempo também é assim. Não tenho dúvida em afirmar que um dos melhores investimentos do nosso tempo é com nossa família, com nossos filhos.

A vida moderna transformou a vida do ser humano em uma grande correria. Parece que não temos mais tempo para nada. Mas é preciso ter claro que a decisão de como gastamos nosso tempo é nossa. A cada instante podemos decidir.

Alguns decidem passar horas na frente da TV, outros nas redes sociais, por meio dos computadores ou dos celulares, alguns com os amigos nos bares, outros vendo vitrine ou fazendo compras em shopping centers, alguns levando trabalho para casa, … e assim, não sobra tempo mesmo para a família.

Além dos nossos trabalhos e dos compromissos da vida missionária, eu e minha esposa procuramos dedicar nosso tempo com nossa família. Algumas noites, quando retornamos dos compromissos, ela passa um café fresquinho, fazemos um suco e nos reunimos ao redor da mesa com os filhos ou só nós dois, dependendo do horário. Pode ser apenas por alguns minutos, mas conversamos do dia que passamos, do que iremos fazer no dia seguinte, de problemas que precisamos resolver, dos avanços e conquistas que cada um teve…

Gostamos também, aos finais de semana, levar a crianças para um passeio, ao parquinho, tomar um sorvete, ir ao cinema. São coisas simples, que não necessitam de muito dinheiro, mas que fazem muita diferença.

Gosto muito da música Utopia do Pe. Zezinho SCJ, e quero continuar acreditando que podemos passar tempo de qualidade junto dos nossos queridos.

Convido a cada um a investir na sua família. Deixe o celular, a TV, o computador e conviva mais com sua família.

Denis Quibao – Oblato Corpus Christi

Utopia (Pe. Zezinho, scj)

Das muitas coisas do meu tempo de criança
Guardo vivo na lembrança o aconchego de meu lar
No fim da tarde quando tudo se aquietava
A família se ajuntava lá no alpendre a conversar
Meus pais não tinham nem escola e nem dinheiro
Todo dia o ano inteiro trabalhavam sem parar
Faltava tudo mas a gente nem ligava
O importante não faltava seu sorriso, seu olhar

Eu tantas vezes vi meu pai chegar cansado
Mas aquilo era sagrado um por um ele afagava
E perguntava quem fizera estripulia
E mamãe nos defendia e tudo aos poucos se ajeitava
O sol se punha a viola alguém trazia
Todo mundo então pedia pro papai cantar com a gente
Desafinado meio rouco e voz cansada
Ele cantava mil toadas Seu olhar no sol poente

Passou o tempo e hoje eu vejo a maravilha
De se ter uma família quando tantos não a tem
Agora falam do desquite ou do divórcio
O amor virou consórcio compromisso de ninguém
Há tantos filhos que bem mais do que um palácio
Gostariam de um abraço e do carinho entre seus pais
Se os pais amassem o divórcio não viria
Chame a isso de utopia eu a isso chamo paz.



COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

     
 Notícias

  14 dez, 2015
Papa abre a Porta Santa da Basílica de São João de Latrão

  13 dez, 2015
Pais perdem guarda dos filhos por serem “muito cristãos”

  13 dez, 2015
Bispos norte-americanos pedem ação urgente contra ‘pecado mortal’ da pornografia

  21 abr, 2015
O número de católicos aumentou 12%


 O que estamos fazendo
 
  1 nov, 2016
… para a galerinha de 08 a 10 anos

  29 jun, 2016
Não perca!